Blog

Quem tem CPF negativado pode abrir empresa? Descubra agora!

05 de agosto
Mesmo diante de uma das mais graves crises sanitárias da história da humanidade, o empreendedorismo mostrou a que veio. E o seu potencial se comprova em números! Em março de 2020, no auge das restrições causadas pela pandemia de covid-19, o Brasil tinha 9.818.993 de microempreendedores individuais (MEIs). Em dezembro, os MEIs somavam 11.316.853. Os dados são do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e representam alta de 13,23% em nove meses.
 
Aqueles que buscam criar o seu próprio negócio têm, geralmente, anseios semelhantes. A maioria prevê tirar um sonho antigo do papel, somado à oportunidade de trabalhar de acordo com o que acredita ser melhor, em questões que envolvem tempo e espaço. 
 
No entanto, os cidadãos que desejam empreender ainda têm muitas dúvidas. Algumas delas se referem ao CPF negativado. Afinal, quem está nessa situação pode abrir uma empresa? É o que você vai descobrir neste artigo!
 
Inicialmente, é importante diferenciarmos o Cadastro de Pessoa Física (CPF) negativado ou “nome sujo” da irregularidade do CPF. O “nome sujo” é utilizado popularmente para se referir aos que têm o CPF com restrições em órgãos de proteção ao crédito, como SPC e Serasa. Isso ocorre em virtude de dívidas bancárias, não pagamento de compras em lojas ou não pagamento a operadoras de serviços.
 
Por outro lado, o CPF irregular ocorre em razão de pendências com a Receita Federal. Quem atrasa a declaração do Imposto de Renda (IR) e não exerce o direito ao voto pode sofrer sanções nesse sentido. Diante dessas informações, vamos às respostas?
 
A primeira delas é que sim, é possível abrir uma empresa com o “nome sujo”. No entanto, o ideal é negociar essas dívidas, para não enfrentar dificuldades para obter crédito e construir reputação no mercado. MEIs, que tem uma série de facilidades para conseguir créditos, podem ser duramente afetados por isso. 
 
Em relação ao CPF irregular, tudo muda. Quem tem o CPF irregular não pode abrir a sua própria empresa. Isso porque o processo de formalização de um negócio próprio exige o CPF e nenhum outro documento é capaz de substitui-lo. 
 
Portanto, se você está em alguma dessas situações, busque solucioná-las da melhor forma possível, a fim de evitar complicações. Assim, é possível transformar o seu sonho em realidade sem qualquer chance de entraves!
 
Nós, da FKcia Contabilidade, estamos preparados para auxiliar você, futuro empreendedor! Clique aqui e compartilhe as suas dúvidas conosco! Se preferir, entre em contato pelos telefones (54) 3025.3344 ou (54) 99151.6290 (WhatsApp)
Voltar

Quer um orçamento? Possui alguma Dúvida?

Fale conosco!
Faça um orçamento